13ª Rodada: Ambrosiana (Inter) 0-2 Roma, 18/01/1942

A Roma é campeã italiana pela primeira vez em sua história. Não foi fácil, ninguém acreditava e até hoje se tenta desmerecer esse título, mas contra todas as probabilidades e com o futebol italiano cada vez mais dividido entre a força do norte e a mediocridade do centro-sul, a equipe giallorossa deu aula em todos os adversários. Maior número de vitórias, menor número de derrotas, melhor defesa, 2º melhor ataque, uma campanha irretocável. No menu acima, do lado direito, temos uma área especial dedicada à conquista. Aqui, apenas um resumão geral dessa temporada tão importante para a história da Roma. A primeira vez em que pudemos gritar “i campioni dell’Italia siamo noi”!

Como muitos momentos vitoriosos e inesquecíveis, esteve envolvido em dor e sofrimento. Afinal, a Guerra estava a todo o vapor e a poucos anos de chegar em seu pior momento. O futebol ainda era uma das áreas menos afetadas da sociedade, mas a própria Roma já havia sofrido com o afastamento de um dos grandes presidentes de sua história apenas por conta de origem judaica. Em meio a tudo isso, o principal problema para os clubes era a eventual chamada dos jogadores para servir o exército. Muitos eram obrigados a ir, como aconteceu com alguns romanistas, outros deserdavam o país para refugiar-se em outro lugar. Alguns poucos conseguiam liberação antes de servir ou após servir por um curto período, como também ocorreu com alguns atletas da Roma, entre outros clubes.

Entre tantas dificuldades, talvez o título não estivesse nem nos mais fantasiosos sonhos do novo presidente Edgardo Bazzini. E o primeiro jogo da temporada já corroborou qualquer pessimismo. Uma desclassificação extremamente precoce na Coppa Italia, para o Novara, na fase dezesseis-avos-de-final. Fora de casa, a Roma perdeu por 1 a 0 na prorrogação e já começou o ano com uma eliminação. Mas não era um mau presságio. Era o preço a ser pago pela alegria dos meses seguintes.

Na primeira rodada do campeonato, todos souberam que os giallorossi não queriam brincadeira. 5 a 1 sobre o Napoli com tripletta de Amadei. Durante todo o primeiro turno, a Roma perdeu apenas um jogo. Ficaram pelo caminho Juventus, Milan e Inter (2 a 0), além da Lazio (2 a 1). E ainda que o segundo turno tenha começado com mais dificuldades – três derrotas nos primeiros seis jogos –, foi apenas para dar um suspense antes da sequência invicta de nove partidas até o título. A equipe romanista estraçalhou Liguria (7 a 0) e Ambrosiana-Inter (6 a 0) pelo caminho. Nada mais evitaria que a taça fosse aurirrubra pela primeira vez.

E então, no dia 14 de junho de 1942, no Stadio Nazionale, o time venceu o Modena por 2 a 0, com gols de Cappellini e Borsetti. E a história estava feita. O sonho estava realizado. A Roma era campeã italiana pela primeira vez.

@gioguerreiro

1940/41 1942/43


F I C H A
  • 1941/42


    Campeonato: Campeã

    Vitórias: 16
    Empates: 10
    Derrotas: 4

    Artilharia:

    Amadei: 18 gols
    Pantò: 12 gols
    Coscia: 9 gols
    Krieziu: 6 gols
    Borsetti, Cappelini, Coscia: 4 gols
    Di pasquale, Donati: 2 gols
    Mornese: 1 gol

    Copa Itália: Preliminares
    Derrotas: 1

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM