2ª Rodada: Roma 4-1 Torino, 13/10/1940

Para sua primeira temporada completa como técnico da Roma, Alfred Schaffer queria reforços. Já bastava o fato de que a equipe vinha de uma temporada fraca e ainda perderia seu estádio, demolido dias antes do início do campeonato. Entretanto, mesmo após muita pressão em cima do presidente Igino Betti, as contratações foram poucas e sem brilho, enquanto importantes nomes como Gadaldi e Serantoni deixaram a equipe. Além disso, arrastou-se pela intertemporada a controversa negociação pelo goleiro e ídolo Guido Masetti, que havia recebido uma proposta para ser jogador/treinador do Padova. Até o clube decidir liberá-lo, o prazo para transferências já havia passado, e Masetti esquentou o banco durante o início da temporada – o que contribuiu muito para o fraquíssimo primeiro turno da Roma.

Após três partidas, o time contabilizava duas derrotas e uma vitória. Mas acima de tudo, Provvidente, que deveria ser o artilheiro da equipe, havia feito apenas um gol. Para a partida contra o Venezia, Schaffer escalou Amadei no comando de ataque e, em menos de 60 minutos de jogo, o Fornaretto já marcara três vezes, assumindo a posição de vez. A Roma venceu por 5 a 2 e Amadei passou a marcar em quase todos os jogos subsequentes, mas o time demorou cinco rodadas para ganhar novamente – e só sairia triunfante de mais dois jogos ao fim do primeiro turno, em uma posição constrangedora na tabela: a zona de rebaixamento, ao lado da Lazio.

Para o segundo turno, com o retorno de Masetti à meta romanista e um melhor entrosamento ofensivo – em especial entre Coscia, Pantò e Amadei –, o desempenho da equipe foi superior. Foram apenas derrotas e, embora uma delas tenha sido um humilhante 6 a 1 para o Livorno na penúltima rodada, as chances de rebaixamento já eram inexistentes. Foi uma metade final de campeonato respeitável, com triunfos sobre Milan (3 a 1), Juventus (3 a 0) e Ambrosiana-Inter (3 a 0), além de uma goleada sobre o Bari (6 a 2). Amadei terminou a competição como vice-artilheiro, com 18 gols, atrás apenas do centroavante Puricelli (22 gols), do campeão Bologna.

Foi apenas depois do fim do campeonato que teve início a Coppa Italia, o que foi ótimo para a Roma. Naquela altura, a equipe já tinha dado a volta por cima e terminado na fraca 11ª posição, mas com uma honrada campanha de recuperação. E assim, uma semana após o empate sem gols contra a Triestina, na última rodada, se iniciou o caminho para a segunda final de Coppa da história do clube, com uma goleada sobre o Fanfulla (6 a 1). Nas oitavas, uma situação curiosa: após empate em Roma contra o Novara por 2 a 2, a equipe foi decidir fora de casa. E vencia por 2 a 1 quando, nos minutos finais do primeiro tempo, torcedores e dirigentes invadiram o gramado para agredir o árbitro, que havia tomado decisões controversas a favor da Roma. Com a partida suspensa e o W/O efetivado, a equipe capitolina venceu oficialmente por 2 a 0.

A Fiorentina era a oponente das quartas-de-final, mas não foi páreo para o time giallorosso. 4 a 1, com facilidade, e nas semifinais o jogo seria fora de casa ante o Torino. Esse sim, não foi nada fácil, mas a Roma arrancou o empate por 1 a 1 e obrigou os granata a viajaram até a capital. No Stadio Nazionale, Krieziu marcou o único gol da partida e colocou a equipe na final contra o Venezia. Duas equipes com desempenho idêntico no campeonato (29 pontos), o duelo entre 11º e 12º colocados na final da segunda competição nacional. Na partida de ida, as similaridades ficaram evidentes. 3 a 3 na capital, com tripletta de Amadei. Na cidade flutuante, a Roma perdeu por 1 a 0 e o sonho do primeiro grande título nacional foi novamente adiado. Mas não por muito tempo. Afinal, já na reta final de 1940/41 ficava claro o potencial que o time levaria para a histórica temporada seguinte.

@gioguerreiro

1939/40 1941/42


F I C H A
  • 1940/41


    Campeonato: 11ª Posição

    Vitórias: 9
    Empates: 11
    Derrotas: 10

    Amadei: 18 gols
    Pantò: 11 gols
    Coscia: 9 gols
    Borsetti, Krieziu: 2 gols
    Providente,Carmellini, De Grassi: 1 gol

    Copa Itália: Final

    Vitórias: 4
    Empates: 3
    Derrotas: 1

    Amadei: 6 gols
    Krieziu: 5 gols
    Pantò: 4 gols
    Coscia: 1 gol

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM