Florian Radu

Iniciou a carreira no clube de sua cidade natal Asociația Fotbal Club Rapid București em 1939 e aos dezenove anos de idade estréia no time principal. Nas seis temporadas que defendeu o time da capital romena, colecionou 74 presenças e marcou trinta e cinco gols, três campeonatos nacionais e outras 3 Copas da Romenia. Fica quatro temporadas sem atuar como profissional nos gramados de 1944 até 1948 como sinal de protesto pelo país ter aderido ao comunismo.

Com a venda de Amedeo Amadei, a diretoria romanista procurava desesperadamente uma alternativa para o ataque giallorosso, já que as investidas na primeira janela estiva não tinham causado a impressão esperada nem muito menos sanado o enorme prejuízo no setor ofensivo depois da saída do “fornaretto”. Ninguém nunca havia ouvido falar de Radu, mas na Roma daquela época tal moção não era uma novidade em meio a uma direção totalmente privada de meios financeiros nomes desconhecidos eram as possibilidades na expectativa de achar um predestinado.

Radu certamente não era este “jolly”, bem pelo contrário, assemelhava-se a uma das cartas mais baixas do baralho e nem para facão parecia servir. Ademais estamos falando de anos de penumbra do pós guerra, nas quais informações que preambulam ao redor são pouco e realmente imprecisas nas quais o comprometimento é ligeiramente sorrateiro. O problema é que quase sempre o alvo destas especulações sem sentido recaem com uma certa redundância sobre a Roma, onde a improvisação reina de maneira soberana como que se fosse uma marca registrada de uma direção privada de meios e ideias.

São os anos em que esta mesma direção passa a coletar jogadores em campos questionáveis, verdadeiros refugos devido a falta de condições econômicas adequadas, a imaginar por exemplo como achar possível substituir um talento do calibre de Amadei com um jogador proveniente do leste europeu somente porque tinha em seu currículo alguns títulos com o time mandatário do pais. Fato é que Florian desembarcou na capital em fevereiro de 1949.

Centro avante por natureza, até tinha uma sintonia com a bola, nada fenomenal e mesmo se sua função era a de fazer gols, ficou devendo definitivamente já que com a camisa romanista marcara apenas dois, sendo um de pênalti. O jornalista Giuseppe Zanetti deixou a seguinte impressão em um artigo publicado no jornal da capital Corriere dello Sport:

"Digamos que Radu tenha um belo toque de bola, distribui bem aos companheiros, é veloz e ativo, como finalizador porém nunca pareceu um obstinado ou do tipo entendido. Tem um discreto chute a gol, mesmo se não aproveita todas ocasiões . Infelizmente para muitos pode ser uma ilusão"

E pensar que muitos torcedores naquele mês de fevereiro enfrentaram o duro frio de inverno para ver sua estréia, porém para pagar tal empenho o romeno deveria ter jogado muito, mas muito mais do que aquilo que se viu em campo e de certa forma Zanetti foi muito camarada em suas observações para com Florian.

Nas poucas vezes que é chamado a campo, Radu não demonstra quase nunca particulares qualidades, e deste modo meses depois é negociado com o Cosenza Calcio para disputar a Série C italiana 1949/50. Com os “Lupi della Sila” calabreses vai acumula dezenove presenças e cinco gols, porém nunca suficientes para conquistar a confiança da direção “rossoblu”.

Na temporada seguinte então passa a Società Sportiva Dilettantistica Sport Club Marsala 1912, onde lá tem um pouco mais de continuidade acumulando 26 jogos e marcando outros cinco gols e encerrando sua carreira de jogador no final do ano esportivo em 1951. Viria a se arriscar como treinador frente ao Stade Athletique Spinalien Épinal, clube que leva o mesmo nome da cidade localizada no nordeste da França, na temporada 1956/57, por divisão de futebol amadora do país, porém ao final do campeonato acabou desistindo da idéia e se aposentando de vez dos gramados.

Florian Radu morreu na sua cidade natal Bucareste, aos setenta e um anos de idade, no dia dez de novembro de 1991.

@zamacwb

5   presenças
2   gols
 

RADU

B I O S
  • Florian Radu


    Nascimento: 08/04/1920
    Cidade : Bucareste

    Função: Atacante

    Estréia : 13/02/1949
    Roma 0-0 Bari

    Temporada  Pres Gols
    1948/49 5 2
    Total 5 2


    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM