Pietro Serantoni

"Sera", "quattro polmoni" (quatro pulmões) ou torello (tourinho, como era conhecido pela torcida romanista, inicia futebolisticamente em sua cidade natal, Veneza, jogando pelo Dopolavoro Ferroviário até 1927.

Era conhecido como volante de aço de familia muito pobre, tinha disciplina férrea e grande força de vontade que se transformou rapidamente em pão para ele. Ao se transferir para Milão, em função do alistamento e consequentemente o serviço militar, continuou jogando pelo Minerva, time de divisão amadora da cidade, quando não estava no quartel.

Não demorou muito para que outras equipes se interessassem pelo jovem talento e então se transfere para o US Milanese e finalmente para a Ambrosiana, onde disputaria pela primeira vez o placo dos grandes na temporada 1928/29 ao lado de Giuseppe Meazza.

Sua técnica era discreta, se destacava na marcação e velocidade fora do comum para jogadores do seu porte. Era magro, estatura considerável, mas o que o distinguia era a explosão muscular das pernas.

Pela Ambrosiana (Inter) fez estrada e história nas seis temporadas que lá atuou, com 164 jogos e cinquenta e oito gols. Em 1934 passa para a Juventus e acumula mais 35 jogos e cinco gols, nas duas temporadas com os bianconeri. Em 1936 na Alemanha, atuando pela seleção italiana, fratura o pé e mesmo com uma dor insuportável continua em campo, o que impressiona e conquista a confinarão do técnico azzurro Vittorio Pozzo.

A Roma aposta na recuperação de Pietro e quando o jogador se recupera fecha acordo para atuar com a camisa giallorossa a partir da temporada 1936/37. O veneziano veste o espírito de Testaccio e já na primeira temporada disputa vinte e três jogos e marca três gols.

Em 1938 conquista da Copa do Mundo da França, onde atua como lateral na formação titular da Itália de Pozzo e o que mais chama atenção em seu jogo é a postura de coletivo, sempre disposto a ajudar a equipe principalmente nos momentos de maior aflição.

Antes de dar adeus a primeira divisão italiana como jogador em 1940, ainda disputa mais três temporadas com a Roma acumulando setenta e três presenças e 6 gols. Pela Copa Itália disputou oito partidas e fez um gol, já pela Copa da Europa Central, dois gols em quatro jogos.

Em seguida se transfere para o Suzzara para disputar a Série C, antes de encerrar a carreira de jogador definitivamente em 1942, onde também teve uma aventura como técnico de futebol.

Serantoni, anos mais tarde, faria parte de um bruto episódio da historia giallorossa. Na desastrosa temporada de 1950/51 ele já pega o barco a deriva depois do técnico Baloncieri ser exonerado, assume interinamente mas não consegue evitar a queda para a segunda divisão, única na história da Roma.

Após o fato decide encerrar com o futebol e decide administrar um estacionamento no bairro Trionfale na capital. Morre prematuramente no dia 6 de outubro de 1964 aos cinquenta e oito anos de idade vítima de um tumor cerebral.

@zamacwb

73   presenças
6   gols
 

SERANTONI

B I O S
  • Pietro Serantoni


    Nascimento: 11/12/1906
    Cidade : Veneza

    Função: Volante/Meia

    Estréia : 13/09/1936
    Napoli 0-0 Roma
    Temporada Pres Gols
    1936/37 23 3
    1937/38 22 1
    1938/39 18 2
    1939/40 10 -
    Total 73 6

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM