Limbergo Taccola

Natural de Viareggio, região da Toscana italiana, Limbergo, denominado III por ser o membro do meio dos cinco irmãos (Marcello e Mauro, os mais velhos e, Romano e Graziano, os mais novos respectivamente) todos jogadores de futebol, iniciou sua carreira assim como os demais, no time de sua cidade natal o Football Club Esperia Viareggio aos vinte anos de idade.

Em 1949 o então novo técnico da Roma e ex-jogador e capitão Fulvio Bernardini tentava implantar no clube uma nova metodologia no esquema tático do clube, já que seus antecessores haviam falhado e a jovem revelação toscana poderia ser util para Fufo.

Meia natural Taccola III era um jogador de uma certa habilidade, apesar de ainda muito novo e que buscava principalmente a aproximação a area adversaria como um elemento surpresa causando assim um certo desespero por parte da zaga se obrigando a interceder com faltas.

Sua única falta de sorte é que chega em meio a uma Roma muito pobre tecnicamente o que taticamente pode realizar muito pouco e com isto o clima de jogos sem resultados positivos, o que já se alastrava por um bom tempo, tumultua o desenvolvimento de tantos jovens promissores que desembarcam na capital.

Com isto, Limbergo foi a campo apenas uma única vez no dia 26 de março de 1950 na embaraçante derrota por 4 a 1 diante da Sampdoria em Genova. O jovem meia sofreu um pênalti na ocasião em que Tontodonati desperdiçou, porém quem pagou amargamente acabou sendo o jovem ala.

“A Roma vê escapar o miudinho Taccola para dentro da área”

De fato o aspecto talvez raquítico de Limbergo não ajudava muito para causar uma boa impressão em sua estréia, talvez ponto relevante que afastou o jogador dos planos da sociedade, mas é justo frisar também que havia apenas vinte e um anos de idade e que ainda precisava amadurecer do ponto de vista fisico. Não deu tempo. Acabou sendo negociado na mesma temporada com o Hellas Verona Football Club onde nem mesmo estréia.

Em 1951 é cedido a Società Sportiva Chieti Calcio, onde lá conquista o espaço merecido e nas duas temporadas com os “neroverdi” acumula cinquenta e cinco jogos e dois gols antes de se transferir para Pisa em 1953.

Com a Associazione Calcio Pisa 1909 joga de 1953 até 1956 colecionando outros cinquenta e cinco jogos e seis gols antes de encerrar prematuramente sua carreira no final da temporada.

Limbergo Taccola faleceu aos setenta a cinco anos de idade, em outubro de 2003 e foi sepultado na cidade de Pietrasanta.

@zamacwb

1   presenças
 

TACCOLA

B I O S
  • Limbergo Taccola III


    Nascimento: 01/01/1928
    Cidade : Viareggio

    Função: Meia/Ala

    Estréia : 26/03/1950
    Sampdoria 4-1 Roma

    Temporadas Pres Gols
    1949/50 1 -
    Total 1 0

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM