Lorenzo Pellegrini

Produto do viveiro romanista, Lorenzo inicia sua carreira ainda aos nove anos de idade nos pulguinhas da Roma e de lá vai saltando todas as etapas até finalmente ser chamado para o time principal em 2015 onde estréia oficialmente na Série A no dia 22 de março, com 18 anos, substituindo o turco Salih Uçan aos 22 minuto do segundo tempo na vitória fora de casa por 1 a 0 sobre o Cesena.

Após sua estréia relâmpago, o jovem meio campista é cedido a título de empréstimo para o Sassuolo no dia 30 de junho de 2015 com direito de reaquisição por parte da Roma no valor de 10 milhões de euros. O custo da operação para o time neroverdi foi de um milhão, duzentos e cinquenta mil euros.

Estréia com os emilianos do dia 15 de novembro de 2015 na vitória interna por 1 a 0 sobre o Carpi e tem como técnico um velho ídolo conhecido campeão com a Roma em 2001: Eusebio Di Francesco. Seu primeiro gol pela Serie A ocorre no dia 6 de dezembro, em Genova, após vencer a Sampdoria por 3 a 1. Essa partida também tem uma relevância especial, pois era treinada por Vincenzo Montella, seus ex-técnico na época de juvenis com a Roma.

No dia primeiro de maio de 2016 volta a marcar e desta vez é decisivo, pois a vitória sobre o Verona vem graças a seu gol. Na ultima rodada do campeonato ajuda o Sassuolo também com um gol a vencer a Inter de Milão por 3 a 1. Encerra sua temporada com dezenove presenças e 3 gols.

No ano seguinte, depois de ter ajudado consideravelmente o Sassuolo em sua grande campanha, conquistando inclusive vaga em competição européia, faz sua estréia também, no dia 29 de setembro de 2016, diante do Genk pela Europa League. Seu primeiro gol europeu tem um peso importante também e ajuda a equipe assegurar empate (2-2) contra o Rapid Vienna no dia 3 de novembro. Sua segunda temporada neroverde conta com 34 jogos e oito gols melhorando substancialmente.

Depois de seu grande amadurecimento com o Sassuolo é hora de voltar pra casa. Pega uma carona com seu técnico Di Francesco (recém acertado para dirigir o clube giallorosso no lugar de Spalletti) e na janela do mercado de verão de 2017 a Roma decide exercer o direito de reaquisição do meio campista por dez milhões de euros. Lorenzo assina um contrato com o clube até 2022.

Pellegrini é naturalmente um meio campista de características defensivas. Pode atuar desde um pouco mais recuado como volante, quanto próxima a linha central ajudando a distribuir as jogadas. Sua especialidade é a de interceptar e desarmar as jogadas adversárias para isto utilizando-se de discreta agilidade. Entre outros possui também boa visão de jogo sabendo se inserir na jogada no tempo correto além de potente chute a distância.

Lorenzo, que durante seu tempo de formação quase teve sua carreira ameaçada devido a problemas cardíacos, como todo bom romano possui uma superstição cabalística especial com o número 37 o qual tatuou no dedo e admite trazer sorte, embora a camisa que tenho escolhido para jogar na Roma seja a de número 7.

Com a seleção italiana acumula um histórico considerável, iniciando em 2014 com a Sub-19, com quinze presenças e gol. No ano seguinte com a Sub-20 (2 jogos) e em 2016 com a sub-21 acumulando 11 partidas e 4 gols. Em 2017 foi medalha de bronze com a Azzurra no Europeu Sub-21 realizado na Polônia. Já no time principal é convocado pela primeira vez pelo técnico Gian Piero Ventura e no dia 11 de junho de 2017, em partida válida para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, Pellegrini joga como titular desde o primeiro minuto e ajuda a Itália a vencer o Liechtenstein por 5 a 0 em Udine.

@zzzamaaa

16   presenças
1   gols
 

Pellegrini

B I O S
  • Lorenzo Pellegrini


    Nascimento: 19/05/1996
    Cidade: Roma
    Altura: 186
    Peso: 77
    Função: Meio Campo
    Estréia Série A: 22/03/2015
    Cesena 0-1 Roma

    Temp Pres Assist Gols
    2014/15 1 0 0
    2017/18 15 3 1
    Total 16 3 1

    info@portaleromanista.org


© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM