Paolo Jacobini

Paolo Jacobini ou "Uccio", como era conhecido pela torcida giallorossa era dotado de muita disposição e agilidade. Criado entre os bairros de Portuense e Trastevere veio justamente do time erradicado dali.

Em 1939 o diretor esportivo Biancone decide trazê-lo para atuar no time principal giallorosso que depois se afirma colecionando 7 temporadas com a camisa romanista com 116 presenças e 3 gols.

Meio campista dotado de boa técnica e discreta prospecção na construção de jogo, sua característica principal estava na atitude com a qual enfrentava o jogo, porém quando em fase de elucidar a jogada se perdia um pouco e justamente por isto não conseguiria vingar de maneira completa. Era um meia que, pelas suas aptidões tinha liberdade de atuar como ponta frequentemente. Tinha facilidade na marcação e também uma ótima opção para sustentar e distribuir o ataque.

"Jacobini sempre incendiou Degano quando este já estava apagado, se preocupava, com os benefícios reportados, inclusive com os de Zidarich..."

Na temporada 1940/41 joga quase todas as partidas, mas provavelmente não impressiona excessivamente o técnico húngaro Alfred Schaffer, que no final da temporada pede a aquisição de Renato Cappelini, jogador por ele considerado, e com razão, fundamental para o módulo de jogo que tinha em mente.

Jacobini no entanto permanece em órbita do time principal como uma alternativa ao turn-over, e teve oportunidade de entrar em campo sete vezes no ano que mostra a definitiva consagração da Roma com a conquista do seu primeiro título italiano, que encara com grande alegria e orgulho, ele que era romano e romanista até o último fio de cabelo: Para resumir sua importância, foi ele quem deu o passe para Cappellini marcar o gol do primeiro título italiano da Roma.

Nas temporadas seguintes consegue ter um espaço maior na equipe que estava lentamente, mas inexoravelmente, perdendo valor técnico, até sua sessão ao Napoli, no verão de 1948, motivado também pelo fato que a Roma, sob o comando de Bernardini, está por assim dizer buscando passar ao Sistema. Para ele, crescido com o Método é agora muito à frente daquilo que se propunha é infelizmente a hora de dizer adeus e prosseguir em outro lugar

Depois do Napoli ainda atuou pela Latina na temporada 1949/50 e pela Chinotto Neri na temporada seguinte encerrando definitivamente sua carreira de jogador. Teve ainda algumas aventuras como técnico de futebol com o Frosinone em 1954 e a Viterbese em 1963, antes de se aposentar em difícil dos gramados.

Durante uma partida do Campeonato Romano substituiu Masetti no gol, que com a perna inchada foi movido para o ataque. Tudo porque já havia sucesso como guapo evitando três gols da Liguria. Disputou onze partidas pela Copa Itália com a Roma.

@zamacwb

3   gols
 

JACOBINI

B I O S
  • Paolo Jacobini


    Nascimento: 26/09/1919
    Cidade : Roma

    Função:Volante/Meia

    Estréia : 18/02/1940
    Liguria 1-0 Roma

    Temporada  Pres Gols
    1939/40 1 -
    1940/41 30 -
    1941/42 7 -
    1942/43 19 -
    1945/46 29 2
    1946/47 10 -
    1947/48 20 1
    Total 116 3


    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM