Nicola Fusco

Iniciou sua carreira na refundada Alba Motor e com apenas dezoito anos estréia no time principal "verdibianco" em 1943. Na temporada seguinte passa para a Roma, mas encontra pela frente os desagios da eminente segunda guerra mundial que assolaria toda a Europa nos próximos meses, e consequentemente a paralização do campeonato italiano a nível nacional.

Deste modo ajuda a equipe da capital a se manter em forma durante o conflito bélico sendo adaptado ao setor de ataque romanista, justamente na posição do goleador argentino Miguel Angelo Pantò que havia voltado para seu país.

Mesmo se ainda muito jovem para uma responsabilidade tão grande, sobretudo o ataque do time, que não é sua posição natural, ganha a confiança do técnico interino Guido Masetti e com isto gradativamente vai se aprimorando ajudando a equipe a fazer boas exibições e com isso a vice liderança do certame da capital.

"Fusco II, é um dos mais jovens jogadores da Roma, mas é também um dos elementos que mais promete. Muitos envergam nele um futuro "talento" e as provas até agora fornecidas confirmam isto. No difícil confronto com a Tirrenia, o "machinho" romanista terá desafios não fáceis de se superar, mas saberá fazê-lo da parte sua"

Com a chegada de Omero Urilli as coisas se complicam para a jovem promessa romana e de peça fixa na temporada anterior passa a ser mero expectador, ficando praticamente de fora do time principal durante 1944/45.

Na temporada seguinte, com o cessar fogo e o final da guerra, acerta então com o Rieti para disputar a Série B italiana e lá consegue espaço e sequencia de jogo, colecionando sessenta e um jogos nos dois anos que vestiu a camisa dos "reatini" do interior.

Em 1948 se transfere para o Catania e com os sicilianos tem sua melhor performance: mesmo se jogando inicialmente pela terceira divisão do campeonato italiano (depois ajudaria o time a subir para a B (5 temporadas) e também a última na Série A) Nicola faz 221 partidas e dezesseis gols nas sete temporadas que vestiu a camisa dos rossazzurri até 1955.

Com a decepção na temporada 1954/55, encerrada pelos sicilianos escapando de cair em campo, mas rebaixados no tapetão por irregularidades esportivas, Nicola acaba se transferindo para o Lucchese no ano seguinte para disputar a quarta divisão.

Faz dezoito jogos com os pantere rossoneri da cidade de Lucca em 1955/56 antes de retornar a capital e encerrar sua carreira com a Romulea com quarenta e dois jogos e quatro gols nas duas temporadas que lá ficou até 1958.

O romano e romanista Nicola Fusco morre na capital aos noventa anos de idade no dia vinte e três de fevereiro de 2015.

@zamacwb

 

FUSCO

B I O S
  • Nicola Fusco


    Nascimento: 13/08/1924
    Cidade : Roma
    Função: Meia Esquerda


    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM