Elio Bianchi

Mais um Bianchi prata da casa que fora chamado pelo técnico Guido Ara a fazer parte do elenco principal da equipe na temporada 1938/39. Uma marca sempre presente na história romanista até os dias atuais onde é famosa por ter uma fábrica de grandes talentos para o futebol italiano.

No entanto Elio Bianchi n~ao obteve a mesma sorte de seus patrícios Attilio Ferraris e Fulvio Bernardini e não durou mais do que uma partida na equipe principal. Talvez pelo placar amargo, mesmo se fora de casa na derrota de 3 a 1 para o Livorno.

Talvez um problema de posicionamento, já que teve que ser improvisado na ponta e ali teve dificuldades enfáticas como a carência de técnica necessária para suprir o setor no desespero do técnico Guido Ata em achar uma solução às pressas para sua equipe que capengava ano ap'os ano.

Desta forma se vê obrigado a emigrar para Emília Romagna em Rimini para encontrar espaço necessário para poder melhor expor seu futebol. É do tipo determinado, que não perde tempo e muitas vezes se concentra no alvo alcançando o objetivo.

No Rimini joga um bom futebol pela Série C, onde faz um balaio de gols e com isso acaba retornando para a Roma no final da temporada. No entanto se depara com chegadas de jogadores do naipe de Pantò e definitivamente não concerne o fato de permanecer encostado no banco e desta forma acaba optando por se transferir para a Alba onde teria mais chance de vestir a camisa titular.

Com o campeonato romano em alta devido à segunda guerra mundial, ainda sobra um espaço para jogar pelo Avia. Pelo campeonato local faz uma discreta participação, porém não obtém a técnica necessária para se firmar em busca de espaço no retorno do campeonato italiano depois do fim do conflito bélico mundial.

@zamacwb

1   presenças
 

BIANCHI

B I O S
  • Elio Bianchi


    Nascimento: 03/03/1920
    Cidade : Roma

    Função: Centro Avante


    Estréia : 21/04/1939
    Livorno 3-1 Roma


    Temporada  Pres Gols
    1938/39 1 -
    Total 1 0

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM