Umberto Renica

Iniciou profissionalmente aos dezoito anos de idade vestindo a camisa do Ardens Bergamo, equipe da sua cidade natal, pela Série C em 1939. No ano seguinte teve uma passagem veloz pelo Pro Palazzolo até chegar no Brescia onde foi a campo apenas 3 vezes chegando em um campeonato em andamento. Mas foi no Lecco onde teve mais continuidade e com isto maior oportunidade de colocar em voga suas aptidões, acumulando impressionantes vinte e seis gols nas 49 presenças em quatro temporadas com o time lombardo.

Seu bom desempenho fez com que a diretoria romanista optasse por trazê-lo à capital e no verão de 1946 Umberto desembarcou em Roma. Renica era um meia veloz com faro de gol com grande visibilidade de jogo era perigoso tanto nas construções quanto nas conduções e arremates.

"Um jovem que vem se afirmando e que diversas equipes do norte, que o tinham sob os olhos deixaram escapar..."
Calcio Ilustrato


Porem como romanista não consegue convencer, atrapalhado talvez pelo problema de ambientação em uma cidade grande e dispersiva como Roma e principalmente pelos delicados problemas que o time atravessava sobretudo no que diz respeito ao lado financeiro e consequentemente na renovação do elenco e continuidade dos trabalhos após a conquista do título italiano em 1942.

"Não erra um passe, não perde um duelo"
Corriere dello Sport


Sua primeira, é a mais bela impressão deixada no coração da torcida romanista: a surreal cabeçada com a qual abre só 3 a 0 sobre a Lazio em uma temporada que pelo menos o clássico confortava a sofrida época giallorossa.

No desespero e famigerado atropelo que o alto escalão romanista vivia naqueles idos, toma uma atitude equivocada e cede o jovem talento ao Como, na temporada seguinte e lá Umberto coleciona 24 partidas e quatro gols antes de acertar com o Novara em 1948.

Como era previsto Renica era um jogador em crescimento e tinha muito para dar de si ainda é passando pelos desapercebidos revelaria seu amadurecimento e técnica nos anos seguintes. E foi assim com o Novara, quando finalmente encontra as condições para exprimir seus dons como base de lançamento para nada mais nada menos que Silvio Piola. A peculiaridade do seu jogo, é a praticidade que o inspira: dificilmente se perde em preciosismo de caráter técnico, mas prefere ir em direção do objetivo, procurando a profundidade para os cruzamentos convertendo a jogada de maneira precisa para quem conclui. E graças a estes dotes se torna uma coluna do time piemontes acumulando 218 jogos e trinta e oito gols nos oito anos que lá ficou.

Encerrou sua carreira no Vigevano em 1957 indo a campo apenas uma única vez pela terceira divisão italiana.

Umberto Renica faleceu na sa cidade natal, Bergamo, Agos cinquenta e quatro anos de idade no dia 29 de junho de 1975.

@zamacwb

26   presenças
2   gols
 

RENICA

B I O S
  • Umberto Renica



    Nascimento: 08/04/1921
    Cidade : Bergamo
    Função: Meia

    Estréia : 22/09/1946
    Roma 3-1 Sampdoria

    Temporadas Pres Gols
    1946/47 26 2
    Total 26 2

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM