Renato Bodini

Outro que também teve a graça de viver as glórias daquele timão dos anos trinta e inclusive ser personagem principal na mítica canção Campo Testaccio. Chega da Cremonese a Roma depois de uma batalha ferrenha com muitos clubes pelo seu passe.

Lateral raçudo da do tipo mastim com faro de gol e jogadas de frieza. Com Pasolini completava a dupla dinâmica no esquema de Guido Masetti. Aguerrido na tarefa o sentinela ideal, mas na opinião de Sandro Ciotti insuperável quando ao lado de "Bibbitone" Mattei.

O cotidiano Il Picolo escreveu assim:

"Absolve com calma e tranquilidade sua tarefa aplicando densas intervenções com maestria."

Densas intervenções, escreve Sandreani na nota. Característica, no entanto a sua retina para-cabelos.

Na lembrança duas partidas que ficaram para a história. Um derby que acabou em tumulto, com a intervenção da cavalaria em campo, regados de socos e pontapés e uma grande prova de estorcíamos em um Roma-Juventus de 1932/33, quando não obstante uma grave lesão, permanece em campo até o final.

Se torna auxiliar técnico primeiro com Bernardini, depois com Carver. Grande profissional que conquistou e deixou saudades na torcida, pela sua dedicação e amor à camisa romanista quando vestiu.

O célebre jornal "Tifone", daquela época, em uma sátira muito irreverente aproveitando-se de um momento em que Bodini alisava a bola escreve:

"Caro Bodini, quanto mais você me alisa, menos me agrada"

Depois da Roma ainda atuou na Sampierenese e Milan. Faleceu na capital no dia 23 de agosto de 1974 aos setenta e cinco anos.

@zamacwb

3   gols
 

BODINI

B I O S
  • Renato Bodini


    Nascimento: 01/10/1909
    Cidade : Cremona
    Altura: 175cm
    Peso: 75kg

    Função: Lateral

    Estréia : 02.11.1930
    Roma 2-0 Pro Patria

    Temporadas Pres Gols
    1930/31 27 1
    1931/32 34 1
    1932/33 30 -
    1933/34 24 -
    1934/35 24 1
    Total 139 3

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM