Ernesto Tomasi

Ernesto iniciou sua carreira nas divisões de base do Ventimigliese, clube da sua cidade natal Ventimiglia. Com vinte anos de idade passa a integrar o Savona onde realmente chama a atenção de todos depois de 29 gols em 65 partidas. Em 1931 os franceses do Nice se interessam pelo bomber liguriano onde permanece por mais um ano. Na temporada seguinte continua em solo francês, desta vez vestindo a camisa do Marseille até finalmente em 1933 aterrissar na capital italiana.

Teve a difícil missão de substituir, ou assim melhor dizendo, suprir os serviços do argentino goleador Arturo Ludeña Chini no time do técnico recém chegado Luigi Barbesino.

Sua bagagem técnica recheada de boa geometria fazem do jogador elemento perigoso para defesa adversaria apontando quase sempre um rendimento acima da media desejada.

Depois de uma partida um jornal o definiu assim:

“... aquele magnifico atacante romano”

Ao lado de Bernardini, Scopelli, Scaramelli e Frisoni compõe o setor central romanista capaz de filtrar o jogo adversário e criar jogadas que continuamente proporcionavam arquiteturas de gol.

Por sorte, para seu consolo pode jogar pelo time reserva em um torneio paralelo. Ainda sim teve também uma chance na Copa da Europa Central. Em 1937 acabou se transferindo para o modesto time do Acqui da cidade de Alessandria. Terminou a carreira no Pavese, justo na temporada que a Roma se sagrou campeã italiana pela primeira vez na sua história.

O jornal de Milão Gazzetta dello Sport elogiou o atacante romanista assim:

“atleta cheio de talento e muito resistente”

Conhecido também como "Centopormoni" (100 pulmões), fez grandes jogos pelas copas que disputou na Italia e na Europa. No entanto uma grave lesão (fratura no perônio) foi sua lastima no primeiro ano de Roma. Ficou afastado dos gramados por três meses. Recém contratado sofreu a lesão justamente contra sua ex-equipe.

No seu retorno estava tão sedento que marcou de cara três gols, e logo sobre o maior rival da Roma, na goleada de 5 a 0 sobre a Lazio. Acaba se transferindo em 1937 para a Juventus, onde disputa mais três temporadas (71 jogos e 7 gols), logo após a demolição do Campo Testaccio sob ordem de Benito Mussolini.

Aos trinta e quatro anos retorna a sua terra natal para vestir novamente a camisa do Savona pela Série C, onde ajuda o clube a subir para a Série B na temporada 1941/42 (ano em que a Roma conquista seu primeiro titulo italiano). No Savona disputou mais 79 jogos e marcou 16 gols. Pendurou as chuteiras jogando pelo Cannes (time francês de Zinedine Zinade e Patrick Vieira) em 1947 depois de atuar pelo Sanremese (1945) e Vogherese (1946).

Nos anos de 1942 a 1945 teve um parênteses como técnico frente ao Savona. O mesmo ocorreu no Sanremese na temporada 1945/46. Em 1950 volta a treinar o time azul e branco de San Remo onde termina suas aventuras em 1952 se retirando definitivamente dos gramados.

O forte Ernesto morre aos quase 91 anos em 1997.

@zamacwb

17   gols
 

TOMASI

B I O S
  • Ernesto Tomasi


    Nascimento: 30/10/1906
    Cidade : Ventimiglia

    Função: Atacante

    Estréia : 08/10/33
    Casale 0-2 Roma

    Temporadas Pres Gols
    1933/34 29 8
    1934/35 30 4
    1935/36 27 3
    1936/37 20 2
    Total 106 17

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM