Arcadio Venturi

Iniciou e cresceu futebolisticamente no time da sua cidade natal a Unione Sportiva Vignolese, onde ganhou fama e atenção dos dirigentes da Roma que decide trazer o meia para a capital no verão de 1948.

Sua única falta de sorte foi chegar na capital em meio a uma crise técnica profunda. Mesmo assim já logo de cara se mostra importante para um time perdido taticamente colocando em pratica dotes de grande jogador chamando para si a atenção merecida para os críticos e adeptos do esporte.

Em particular fica interessada no meia refinado a Ambrosiana Inter, já que ele é capaz de exercer com igual eficácia seja na fase de construção de jogo como na defesa, porém a Roma diz não aos interesses “nerazzurri” já que anos depois se arrependeria amargamente pela venda de Amedeo Amadei ao time de Milão.

E a reconstrução após a queda para a segunda divisão em 1951 começaria principalmente sobre ele, mesmo porque neste mesmo ano o jogador já é convocado a fazer parte da seleção italiana. Nos anos seguintes ao redor de Venturi é formado o quadrilátero de meio-campistas refinados daquela época com os quais concorrem Bortoletto, Pandolfini e Bronèe.

Com a tendência de dar tudo de si em campo e a forma aguerrida com a qual contrasta com os adversários casam perfeitamente com os dotes de construção de Pandolfini e Bronèe, fornecendo a Roma uma rampa de lançamento ideal para os atacantes.

infelizmente a falta de um elemento capaz de marcar continuamente rende em si em vão o grande trabalho daquele setor do campo. Apenas em 1957, depois de nove temporadas vestindo a camisa giallorossa que a Roma decide finalmente ceder aos pedidos da Inter, porém o jogador já entra em uma fase de declínio na sua carreira.

Mesmo não atuando da mesma forma de antes ainda sim Venturi disputa três temporadas com a Ambrosiana Inter acumulando cinquenta e sete partidas antes de se transferir para o Brescia Calcio em 1960. Com a “leonessa” coleciona mais vinte e seis presenças e dois gols nas duas temporadas que lá ficou antes de pendurar as chuteiras em 1962.

Arcadio voltaria a campo em meados dos anos oitenta desta vez como técnico de futebol primeiramente comandando os juvenis da Ambrosiana Inter para depois se aventurar como auxiliar do time principal de 1986 até 1991. Exerce a mesma função na comissão técnica da Juventus Football Club de 1991 até 1994, onde termina sua aventura na direção do clube de Turim depois da chegada da tríade Moggi-Giraudo-Bettega. Ainda teria um capítulo como dirigente do Bologna Cálcio no ano seguinte, para daí encerrar definitivamente suas atividades com o futebol.

@zamacwb

18   gols
 

VENTURI

B I O S
  • Arcadio Venturi


    Nascimento: 18/05/1929
    Cidade : Vignola

    Função: Meia

    Estréia : 19/09/48
    Bologna 1-2 Roma

    Temporadas Pres Gols
    1948/49 34 5
    1949/50 35 1
    1950/51 36 1
    1951/52 37 6
    1952/53 34 1
    1953/54 30 -
    1954/55 31 2
    1955/56 24 -
    1956/57 27 2
    Total 288 18

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM