Jone Spartano

Criado nas divisões de base da Società Sportiva Juve Stabia, o substancioso meia logo causou boa impressão e não demorou muito para que Associazione Sportiva Dilettantistica Atletico Vesuvio Herculaneum 1924 se interessasse pelos seus dotes e em 1945, com vinte anos estréia profissionalmente com os granadas do Vesuvio.

Na temporada seguinte sobe rapidamente mais um degrau na sua carreira e sela acordo com o Napoli estreando pela Série A no dia primeiro de junho de 1947 na vitória por 1 a 0 sobre a Internazionale de Milão. Com os “partenopeus” acumula cinquenta e quatro jogos e três gols nas três temporadas que lá atuou antes de finalmente fechar com a Roma depois de uma disputa cerrada com Lazio e Juventus e principalmente pelas intervenções do então técnico da Roma o ex-jogador Fulvio Bernardini e também de Monzeglio, fundamentais para trazer a jovem promessa para a capital.

Desta forma Jone foi assim apresentado na capital no verão de 1949:

"Jone Spartano é jovem e dotado de um físico respeitável: bom conhecedor de bola e jogo em mais posições, preferindo porém a função de meia/ala. Joga, além disso, seja na direita, como na esquerda"

Reverenciado como jogador promissor em uma figurinha de 1949, Bruno Slawitz o apresenta como sucessor de Sallustro entre os melhores jogadores italianos daquela época. Mas, não era esta a dimensão técnica de Spartano, porém muito menos a de um jogador discreto que alguns descrevera mais tarde. A verdade, como boa parte dos jogadores que chegavam com esta fama a Roma daquela época, é que ele ficaria no meio.

Meia não muito dotado do ponto de vista técnico, mas apenas capaz de brilhar como conjunto final da obra e com o tempo que o time não tinha a sua disposição. Mesmo porque o técnico Bernardini tentava implementar na equipe o "Sistema" já que seus antecessores falharam devido o vício e a dependência que a Roma tinha em permanecer no ultrapassado "Método".

Não obstante ao caos que a sociedade vivia, Spartano consegue mostrar algum valor e fornece um discreto rendimento, sendo um dos poucos que se salvaram para continuar na temporada seguinte, já que o técnico Fufo nem mesmo conseguiu terminar o ano esportivo como treinador da equipe.

E na temporada 1950/51, aquela do rebaixamento para a Série B, está provavelmente entre os menos culpados:

"Mesmo com um braço luxado, prosseguiu até o final com tenacidade e maestria obtendo título de melhor giallorosso em campo"
(jogo contra a Inter)


Tanto é que acabou permanecendo na primeira divisão depois de ter sido fisgado pela Udinese, onde mais uma vez recebe elogios pela seriedade e rendimento acumulando 23 partidas e três gols com os friulanos. Na temporada seguinte, em 1952, acerta com o Brescia e nos dois anos que lá permanece coleciona cinquenta presenças em campo e três gols antes de seguir para o Catania em 1954 também pela Série A.

Com os "etneus", no qual já esbanja experiência consegue assegurar um certo rendimento, mesmo se estamos falando ainda de primeira divisão italiana, disputando outros vinte e seis jogos nas duas temporadas que lá jogou decidindo pendurar as chuteiras em 1956 para então se dedicar a carreira de treinador.

Como treinador iniciou em 1964 dirigindo a equipe da Associazione Sportiva Dilettantistica Oplonti Pro Savoia onde conquista o título da Primeira Categoria. No ano seguinte o Internapoli Football Club, onde permanece por mais um ano até retornar novamente ao Savoia no final da temporada. Fica mais três anos no comando dos “Opolontini”. Em 1970 assume o comando técnico da Associazione Calcio Dilettantistica Pro Terzigno e em 1971 a Unione Sportiva Dilettantistica Enna para ficar mais um ano.

Volta pela terceira vez ao Savoia comandando o time por mais um ano até 1973. Em 1975 assume a Società Sportiva Dilettantistica Puteolana 1902 da cidade de Pozzuoli e na temporada seguinte finalmente o Casertana Football Club, antes de encerrar definitivamente com o futebol em 1977.

@zamacwb

49   presenças
7   gols
 

SPARTANO

B I O S
  • Jone Spartano


    Nascimento: 08/12/1926
    Cidade : Castellammare di Stabia

    Função: Meia atacante

    Estréia : 11/09/1949
    Roma 2-0 Pro Patria

    Temporadas Pres Gols
    1949/50 25 4
    1950/51 24 3
    Total 49 7

    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM