Osvaldo Peretti

Embora tenha nascido em Buenos Aires, Osvaldo iniciou sua carreira no Club Atletico Argentino, ou popularmente conhecido Argentino de Mendoza, da cidade de San José região metropolitana da capital da província que leva o mesmo nome. Aos vinte e cinco anos estréia no time principal pela primeira divisão argentina de futebol em 1946 para na temporada seguinte selar acordo com a Roma e seguir o mesmo caminho que seus patrícios Pesaola e Vale.

Os anos de evidente crise financeira na capital em função da segunda guerra mundial, busca tentar achar na Argentina jogadores por um bom preço que possam efetivamente acrescentar algo ao elenco que continuamente vem se deteriorando. Porém naquela época já fazia algum tempo que o futebol platense não proporcionava talentos interessantes. Mas para a atual Roma bastava ficar em campo que já era algo positivo a ser contabilizado no final.

E a Roma tem como intermediário Di Franco o mesmo que havia levado o ótimo Flamini para o outro lado do Tibres. As suas escolhas no entanto não são compreensíveis porque recaem por exemplo neste meia do Argentinos de Mendoza, uma equipe que ninguém conhece nem mesmo dentro do próprio país, o que se traduz claramente na fragilidade que o clube atravessava inclusive a nível de direção esportiva.

Basta averiguar os jornais daquela época onde se lia fantasmagóricas ofertas da Roma prontas para um certo Di Stefano, para poder entender um pouco as confusas situações daqueles amargos anos.Fato é que a montanha arrebenta o melhor dos mil cilindradas que houver e em Roma chega este Peretti, que ninguém nunca ouviu falar, nem mesmo dentro da Argentina.

Logo quando chega na capital já é notado pelo bigode bem aparado que faz questão de exibir orgulhoso, por outro lado é possível entender logo porque o desembolso pelo passe não tenha sido tão elevado. Tecnicamente não é tão ruim, mas certamente não acrescenta nada a um elenco que já é paupérrimo de talentos.

Além disso, como no caso de tantos outros argentinos como ele, sofre muito com o jogo duro e as marcações cerradas que habitualmente permeiam o futebol italiano, principalmente naquela época e desta maneira seu rendimento jamais atinge um ápice.

Sua bela aventura romana termina depois de apenas sete partidas, sem que sua despedida gerasse maiores arrependimentos. Em 1947 passa para o Piacenza, onde em divisões menos exigentes, sacramenta sua melhor historia coo jogador de futebol colecionando 52 presenças e cinco gols nas três temporadas que lá ficou. mesmo porque o fato do pai ter nascido no local ajudou bastante no seu relacionamento com o local.

Em 1953 decide deixar o solo italiano para embarcar no mundo do futebol português frente ao desconhecido Sport Clube União Torreense o qual tem uma veloz passagem até acertar com Clube de Futebol União de Coimbra. Na temporada seguinte se transfere para Sport Comércio e Salgueiros desempenhando a dupla função de jogador e auxiliar técnico até 1956 quando decide encerrar a carreira.

@zamacwb

7   presenças
1   gols
 

PERETTI

B I O S
  • Osvaldo Peretti/h3>

    Nascimento: 30/04/1921
    Cidade : Buenos Aires
    Função: Meia

    Estréia : 21/09/1947
    Roma 1-0 Livorno

    Temporadas Pres Gols
    1946/47 7 1
    Total 7 1

    info@portaleromanista.org


© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM