Roberto Allemandi

Primo de Luigi Allemandi, nascido na Argentina, é um dos muitos jovens que fizeram o caminho de volta, da America do Sul para a Itália, aproveitando-se do direito de dupla-cidadania, que a península concede por juris sangüíneo (e por outras maracutaias também), esvaziando os viveiros sulamericanos e criando muita polêmica na época.

E que obviamente esperam ter a sorte que seus avós não tiveram na patria oriunda. Desembarca na capital em 1931 para ser reposição na lateral do time do técnico Luigi Barbesino, mesmo porque não tinha tanta capacidade técnica assim para tirar a titularidade de Bodini ou Gadaldi

Tanto é que para jogar sua primeira partida com o time titular teve que esperar a primazia de três anos, e durante eles lhe serviu de consolo o campeonato de reservas onde vai mastigando o tempo e esperando sua chance

Descola alguns holofotes como um elogio do jornal Gazzetta dello Sport depois da derrota para o Napoli fora de casa por 3 a 2:

"O jovem Allemandi, tendo ciência das suas limitações, se apresentou com muita bravura, no primeiro tempo"

Na temporada 1934/35 tem a sorte de ser convocado cinco vezes, porém não causa uma boa impressão e fica encostado por mais um ano, vindo a ter uma nova chance apenas um ano depois.

Ha de se admitir que o rapaz é persistente, cheio de entusiasmo, mas no que toca o futebol avança muito pouco no mesmo sentido e como ele parece se conformar com isso os técnicos vão levando-o em banho maria para eventuais necessidades extremas como uma alternativa válida.

E entre uma partida e outra os meses vão passando. No meio daquele anonimato esperando aquela gloria que não vem nunca. No final, cansado de esperar e provavelmente entendendo que o futebol da primeira divisão é muita areia para seu caminhão decide ir disputar a Série C pela Salernitana em 1937. Fica uma temporada lá mas também não se adapta e acaba retornando a capital para jogar pela Mater no ano seguinte.

Algo que acontece não apenas com Roberto, mas com boa parte dos jovens que não conseguem dar o salto de qualidade necessário profissionalmente no futebol e acabam escolhendo uma categoria menor para poder ficar na capital e a Mater uma equipe pequena que disputa a Série C é uma válvula de escape interessante para todos aqueles que não tem qualidade para jogar na Roma ou na Lazio.

Pendura as chuteiras em 1940, depois de duas temporadas com a Mater.

@zamacwb

6   presenças
 

ALLEMANDI

B I O S
  • Roberto Allemandi



    Nascimento: 01/08/1912
    Cidade : Oliva
    Altura: 178cm
    Peso: 74kg

    Função: Zagueiro

    Estréia : 07.10.1934
    Roma 4-0 Brescia

    Temporada Pres Gols
    1934/35 5 -
    1935/36 - -
    1936/37 1 -
    Total 6 0


    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM