Naim Krieziu

Proveniente do Sk Tirana, teve como azimute a capital depois da diretoria romanista fechar acordo como clube celeste da Albânia no verão de 1939 para reforçar o setor ofensivo do time do técnico Guido Ara muito carente de gols.

Juntamente com o outro patrício Lustha, que acabou indo para o outro lado do rio Tibres, foram os primeiros albaneses a terem destaque no futebol italiano dos anos quarenta. E já de cara Krieziu se mostra um ótimo jogador com cruzamentos precisos e convergências rápidas buscando desfrutar seu eficiente chute.

Naim Krieziu, também conhecido como "La freccia di Tirana" (colóquio em relação à sua origem), era franzino, levemente desproporcional, fugitivo eslavo e mais tarde regularizado depois do acordo do ditador Benito Mussolini com a Albania.

Com a sua regularização na Itália, estuda educação física na I.S.E.F. e se torna professor, mas acaba optando por jogar futebol dando uma generosa contribuição na história romanista. Imagine que Naim corria cem metros em 11 segundos. Com Amadei e Panto formava o tridente mais mortífero daquela época.

Em 1940/41 confirma suas boas apresentações demonstrados nas primeiras partidas e o húngaro Alfred Schaffer, que chegara no final da temporada para substituir Guido Ara, não pensa duas vezes em mantê-lo no elenco principal sendo uma das boas armas para a conquista do primeiro título italiano da Roma.

E justo em 1941/42, em prática é a consagração de Krieziu, o qual se torna um dos pontos fortes da equipe e uma eficaz rampa de lançamento para Amedeo Amadei, mesmo se no final acaba tendo problemas de rendimento e sendo substituído pelo ótimo Borsetti.

Seu único momento de vacilo porém, já que depois do período bélico da segunda guerra mundial, volta a ter apresentações exuberantes, voltando a fazer suas jogadas de grande classe, acompanhadas de gols jamais banais.

Encerrou sua carreira no Napoli, depois de ser cedido por 18 milhões de liras, contra os cinco mil pagos pelo seu passe incialmente, até hoje considerado um dos grandes negócios da Roma. Três anos depois pendura as chuteiras, mas não os campos nem a Roma: em uma emergência treina a equipe em uma meteórica jornada. Como observador descobre "Picchio" De Sisti e o "Príncipe" Giannini. Em uma simpática entrevista com Elio Luzzi, onde pergunta se lembrava da formação do time que conquistou o primeiro título para a Roma, quase perdendo a compostura respode:

"Por Deus! Masetti, Brunella, Acerbi..."

Pela Copa Italia disputou sete partidas com a camisa romanista.

Nain nunca mais retornou a sua pátria natal, tamanho era seu amor por e pela Roma. Viveu até 20 de março de 2010 na capital, falecendo aos noventa e dois anos de idade, onde foi sepultado e enterrado.

@zamacwb

27   gols
 

KRIEZIU

B I O S
  • Naim Krieziu


    Nascimento: 01/01/1918
    Cidade : Giakove

    Função: Atacante

    Estréia : 10/03/1940
    Roma 4-2 Bari

    Temporada  Pres Gols
    1939/40 5 -
    1940/41 20 3
    1941/42 23 6
    1942/43 9 -
    1945/46 33 12
    1946/47 32 6
    1947/48 122 27
    Total 116 3


    info@portaleromanista.org

© 2004 PORTALE ROMANISTA BRASIL UMA FÉ QUE NUNCA TEM FIM